Gibraltar, um rochedo, uma península e um mar

by Nós por aí | 2018-09-19 | Reino Unido

Jabal al-Tariq ou a montanha de Tárique, era a designação dada pelos árabes à península, hoje Gibraltar, Território Britânico Ultramarino. Este território está localizado no estreito com o mesmo nome. O estreito de Gibraltar é a separação entre o Mar Mediterrâneo e o Oceano Atlântico. A Norte, a Europa (Gibraltar e Espanha), a Sul, a África (Marrocos e o enclave espanhol, a cidade autónoma de Ceuta).

Embora de poucas dimensões e aparentemente sem nada significativo para ver, Gibraltar tem a sua graça, nem que seja pelas suas peculiaridades: logo na fronteira membros da polícia britânica e da Royal Navy (marinha) fazem o controlo da entrada, parece que estávamos num país fora do espaço Schengen (não é necessário passaporte); passada a fronteira, andámos algumas dezenas de metros e damos por nós no meio da pista do aeroporto, lado a lado com aviões de grande porte estacionados na placa. Sim, para entrar no “rochedo” temos de atravessar a pista do aeroporto.

Chegados à cidade surpreendemo-nos com a diferença abismal do outro lado da fronteira, estamos mesmo num território britânico, as construções, a língua, a moeda (também se pode utilizar o euro) e até uma cabine telefónica (no verdadeiro estilo inglês), tudo é diferente.

Bataria Parson's Lodge

Bataria Parson’s Lodge

Depois de percorrer as ruas, o objectivo era subir o rochedo. Fomos em direcção ao Europa Point, no extremo Sul da península onde se localiza a magnífica mesquita (na capa do artigo) oferecida pelo rei da Arábia Saudita, Fahad Al-Saud, aos quase dois mil muçulmanos residentes em Gibraltar, e o farol Trinity House Lighthouse.

Trinity House Lighthouse

Trinity House Lighthouse

Daqui, subindo mais um pouco, podemos ir até à Coluna de Hércules. Segundo reza a lenda, para realizar um de seus doze trabalhos, Hércules, teria necessidade de transpor um estreito marítimo. Então, resolveu abrir o caminho com seus ombros, ligando assim o mar Mediterrâneo ao Oceano Atlântico. De um lado, ficou Gibraltar (monte Calpe) e do outro lado o monte Hacho (Ceuta) ou o monte Musa (Abília ou Ábila), a alguns quilómetros para oeste.

Colunas Hercules

Colunas Hercules

De taxi ou a pé (o trânsito de automóveis apenas é permitido a residentes) podemos subir a partir daqui para ver os únicos macacos em estado selvagem na Europa, os macaco-de-gibraltar ou macaco-berbére.

A subida ao topo do rochedo pode ser feita de teleférico, nós preferimos faze-lo de carro. Do alto dos seus 426 metros de altitude a vista sobre o mar Mediterrâneo é incrível.

Vista de Gibraltar e mar Mediterrâneo

Vista de Gibraltar e mar Mediterrâneo

Para descer de novo à cidade podemos percorrer alguns dos túneis do Grande Cerco, túneis militares que serviram para armazenamento bélico para a defesa contra espanhóis e franceses na tentativa de invasão de Gibraltar.

Vista aérea de Gibraltar (visitgibraltar.gi)

Vista aérea de Gibraltar (visitgibraltar.gi)

Mas Gibraltar é muito mais que um rochedo, temos ara visitar o Museu de Gibraltar, a catedral de Santa Maria, as grutas de St. Michaels entre outros locais históricos e naturais.

 

Reino Unido Gibraltar  Gibraltar

País: Reino Unido
Idioma: Inglês
Moeda: Libra esterlina de Gibraltar (GIP)
Cód.Telefónico: +350
Fuso horário: +1 hora

 


Partilhar artigo:      

 

    #gibraltar  #mediterraneo  #mediterranico  #rochedo