Talin, um encontro de culturas

Estónia 

by Nós por aí | 2019-12-23


Talin, a capital da Estónia, é talvez uma das mais bonitas cidades do Báltico, visita-la no final do ano torna-a ainda mais especial. A neve, o movimento nas ruas, as igrejas, as praças e os mercados de Natal. Juntamos a tudo isto um cenário medieval muito bem conservado, é envolvente.

Torre das muralhas de Talin

Torre das muralhas de Talin

O centro histórico de Talin, dentro das muralhas medievais, apesar do seu percurso histórico – fez parte da Dinamarca, da Finlândia e da União Soviética – está muito bem preservado e por isso mesmo é património da UNESCO.

Os costumes russos ainda estão bem enraizados na vida estoniana. Uma grande parte da população é russa e isso vê-se quando abordamos alguém para pedir informações. Grande parte da arquitectura também faz lembrar os países da Escandinávia.

Um bom ponto de partida para começar a visita a Talin é a colina de Toompea. Dentro da área muralhada subimos à colina onde, para além de uma vista magnífica sobre toda a cidade, podemos ver o Parlamento da Estónia mesmo em frente a este a bonita Catedral Ortodoxa de Alexander Nevski.

Parlamento da Estónia

Parlamento da Estónia

 

Catedral de Alexandar Nevski

Catedral de Alexandar Nevski

Percorrendo as ruas desta colina chegamos ao largo da Catedral de Santa Maria, a mais antiga igreja de Talin. Construída em 1219 como igreja católica, tornou-se luterana a partir do ano de 1560. Numa das ruas que sai do largo está a Academia de Ciências da Estónia, vale a pena entrar nos portões e ver o seu magnífico edifício.

Catedral de Santa Maria

Catedral de Santa Maria

Descendo a colina, por entre ruas estreitas, vamos dar à Raekoja plats, a praça central, onde se localiza a Câmara de Talin num bonito edifício do século XIV. Aqui ocorrem os principais acontecimentos da cidade e nós visitamos o mercado de Natal onde se vendem produtos e gastronomia típica. A não perder o vinho quente e as doçarias de mel e noz.

Mercado de Natal

Mercado de Natal na Raekoja plats

Saindo da praça central vamos percorrendo um emaranhado de ruas que nos levam até à igreja de São Nicolau, e não muito distante dali a passagem de Santa Catarina.

Passagem de Santa Catarina

Passagem de Santa Catarina

Vale a pena percorrer parte das muralhas. Das 46 torres originais restam apenas 20 muito bem preservadas. Tudo em volta, apesar de serem de épocas diferentes, se integra harmoniosamente. As torres mais conhecidas são as da

Portas de Viru, Talin

Portas de Viru, Talin

.

No extremo norte da zona muralhada fica a igreja de Santo Olavo com a sua grandiosa torre outrora uma das maiores da Europa. Nesta torre existiam outrora radares do KGB russo.

Talin é tudo isto mas tem muito mais. Vale a pena visitar a parte mais recente da cidade onde fica a Ópera, o museu do KGB ou a praça da liberdade.

Talin deixa saudades!

estonia   Talin

País: Estonia
Idioma: Estoniano
Moeda: Euro (EUR)
Cód.Telefónico: +372
Fuso horário: + 2horas

 

Se encontrou alguma incorreção neste artigo, por favor, diga-nos.


Partilhar artigo:    
    #baltico  #estonia  #talin

 

Para as nossas viagens utilizamos o cartão Revolut