Catedral de Sevilha, a gigante medieval

by Nós por aí | 2018-09-26 | Espanha

Diz-se com algum orgulho que alguém entre o clero tenha proferido: “Façamos uma igreja tal, que os que a veêm nos tenham por loucos”.. Verdade ou não, a catedral de Sevilha, ou de Santa Maria da Sé, é tida como a maior catedral gótica do mundo.

A sua construção começou em 1401, sobre a antiga mesquita de Almohad, e prolongou-se por mais de 100 anos. Não é o tamanho que lhe faz perder a elegância.

Catedral de Sevilha

Catedral de Sevilha

Da antiga mesquita preservou-se “La Giralda”, a torre transformada em campanário que hoje é o símbolo mais conhecido da cidade.

La Giralda (Wiki Commons)

La Giralda (Wiki Commons)

No seu interior, para além da sua imensidão, destaca-se a decoração em ouro, diferente dos templos medievais que se caracterizam pela simplicidade. Aqui está sepultado, entre outras figuras importantes de Espanha (como o rei Fernando III de Leão e Castela), o navegador Cristóvão Colombo.

Túmulo de Colombo (Wiki Commons)

Túmulo de Colombo (Wiki Commons)

Outro pormenor que se destaca é a Puerta del Perdon, que dá acesso ao Pateo de los Naranjos, embora tenha sofrido inúmeras intervenções ao longo dos tempos, é um dos espaços que sobreviveram da mesquita. Aqui se podem ver os arcos em forma de ferradura característicos das construções árabes. Entrando nesta porta acedemos a um vasto pátio com laranjeiras.

Puerta del Perdon

Puerta del Perdon

Os elementos árabes misturam-se com o estilo gótico em muitas partes do templo de forma harmoniosa. Foi integrado, juntamente com o Arquivo Geral das Índias, mesmo ao lado, como património da UNESCO.

Giraldillo numa das portas

Giraldillo na porta do príncipe

 

Arquidiocesede de Sevilha junto à Catedral

Arquidiocese de Sevilha junto à Catedral

Para informações de visitas: site da Catedral.

 

Se encontrou alguma incorreção neste artigo, por favor, diga-nos.


Partilhar artigo:      

 

    #catedral  #espanha  #gotico  #medieval  #sevilha