Nós por aí

Blog de viagens | Viajar é ir

 
 

2021-12-01  (originalmente publicado a 2021-11-12)

Visitar a histórica cidade de Évora

Visitar a histórica cidade de Évora

 

Localização

LatLng
38º 34' 13.81'' N   7º 55' 8.22'' W

 

Tags

alentejo  evora  Portugal  

 

 

Adquira o seu guia

Lonely Planet

 

Évora foi fundada oficialmente na época romana (denominada Ébora) e desde aí atravessou toda a história da Península Ibérica e de Portugal até aos nossos dias. Foi lugar escolhido por  várias ordens religiosas para instalação de conventos e até foi residência da corte no século XV. Évora, hoje Património da Humanidade, é um livro de história onde podemos descobrir em cada rua uma época e estória diferente.

O centro histórico da cidade está cercado pelas muralhas, do século XIV, e é lá que fica a Praça do Giraldo (fotografia de capa), sem dúvida o ponto central de Évora e o melhor sítio para começar uma visita. Numa das extremidades da praça está a Igreja de Santo Antão e à sua frente o Chafariz de 8 bicas que, segundo se conta, representam as 8 ruas que desaguam na praça.

Muralha de Évora

Muralha de Évora

A Sé Catedral é um dos ex-libris da cidade, a maior catedral medieval do país, é facilmente reconhecida pela torre-lanterna e seu zimbório.

Sé Catedral de Évora

Sé Catedral de Évora

 

Torre da Sé Catedral ao Fundo e Templo romano

Torre da Sé Catedral ao fundo e Templo romano

 

A poucos metros está o Templo Romano de Évora, símbolo do culto imperial, conhecido como Templo de Diana, pois durante séculos pensou-se ser dedicado à deusa da caça, na verdade é uma homenagem ao Imperador Augusto. O templo está rodeado pela Biblioteca Pública, o Centro de Arte e Cultura Eugénio de Almeida, o Museu de Évora, o magnífico Convento dos Lóios, hoje transformado em Pousada, a igreja de São João Evangelista e o Jardim de Diana mesmo em frente (de onde se pode avistar o casario típico da parte Norte da cidade).

O notável Museu de Évora, instalado no antigo Paço Episcopal, merece uma visita. Este museu tem a sua origem na coleção de antiguidades do arcebispo de Évora, o frei Manuel do Cenáculo, e nele estão expostas pinturas portuguesas e flamengas e muitas esculturas que foram sendo recolhidas nas igrejas.

Templo de Diana

Templo de Diana

 

Duas igrejas que não pode deixar de visitar é a Igreja e Convento da Graça, o primeiro monumento renascentista da cidade e a Igreja de São Francisco onde está a famosa Capela dos Ossos. Visitando a Capela dos Ossos vale sempre a pena visitar o museu e exposição dos presépios.

Igreja da Graça

Igreja da Graça

 

Igreja de São Francisco

Igreja de São Francisco

Já fora de Évora, na estrada para Arraiolos, também é possível visitar o Convento da Cartuxa, o primeiro da Ordem dos Cartuxos, ou os Cromeleque dos Almendres, a pouco mais de 25 Kms, na estrada para Montemor-o-Novo.

 
 

Bertrand

Planeie a sua viagem

Use o link dos nossos parceiros

 
 

Também pode ler

 






Visitar Évora ou outro lugar, o importante é ir, porque "viajar é ir"...

Comente o artigo

0 Comentários

segue-nos