Nós por aí

Blog de viagens | Viajar é ir

 
 

2024-01-10  (originalmente publicado a 2021-01-22)

Belmonte, descobrir a terra do descobridor

Belmonte, descobrir a terra do descobridor

 

Localização

LatLng
40º 21' 31.61'' N   7º 20' 56.43'' W

 

Tags

belmonte  cabral  judeus  sefarditas  

 

 

Adquira o seu guia

Lonely Planet

 

Nos nossos dias, ainda é fácil imaginar Belmonte na época do nascimento de Pedro Álvares Cabral (descobridor do Brasil), ruas estreitas e empedradas com casas em granito que iam dar ao castelo no cimo do monte, onde viviam os Senhores de Belmonte (e Manteigas), os Cabrais. Uma óptima oportunidade para viajar no tempo.

Castelo de Belmonte

Castelo de Belmonte

Na parte cimeira da vila fica o castelo, mandado construir, quase no início da formação de Portugal, por D. Afonso III. Mais tarde, D. Afonso V (1446), doou o castelo a Fernão Cabral, pai de Pedro Alvares Cabral, para que construísse a sua residência. O castelo não é muito grande e tem uma casa que servia de aposento dos Cabrais.

Logo em frente ao castelo podem visitar-se as ermidas do Calvário e de Santo António (ambas do século XIX) e no terreiro lateral da muralha – que pode ser avistado pela bonita janela manuelina do castelo – marcado por uma pequena torre com um sino, fica a igreja de Santiago, do século XV, que tem anexa, na parte traseira, o panteão dos Cabrais.

Capela do Calvário

Capela do Calvário e castelo

 

Igreja de Santiago

Igreja de Santiago

Para qualquer lado do largo empedrado que decidirmos seguir é um bom roteiro. Para o lado da igreja vamos dar às ruas que nos levam ao actual centro da vila, para o lado oposto temos uma vista sobre a Cova da Beira.

Belmonte é também conhecida pela sua comunidade judaica, de judeus sefarditas (a maior do país). A sinagoga fica perto do castelo, basta descer as sinuosas ruas atrás do mesmo e chegamos ao templo.

Sinagoga de Belmonte

Sinagoga de Belmonte

Nos arredores de Belmonte, não muito longe, no Colmeal da Torre (na direcção da Guarda pela EN 18) podemos ainda visitar a torre Centum Cellas ou Torre de São Cornélio como era conhecida na zona, é um raro monumento atribuído à presença romana na região cuja sua origem e utilização ainda é um mistério.

Centum Cellas

Centum Cellas

Vale a pena visitar o Museu dos Descobrimentos e o Museu Judaico de Belmonte.

 
 

Bertrand

Planeie a sua viagem

Use o link dos nossos parceiros

 
 

Também pode ler

 






Visitar Belmonte ou outro lugar, o importante é ir, porque "viajar é ir"...

Comente o artigo

0 Comentários

segue-nos